O Tesouro-Museu da Sé de Braga

O Tesouro-Museu da Sé de Braga situa-se no centro histórico da cidade de Braga. Está inserido no conjunto monumental da Catedral de Braga, mais concretamente, na antiga casa do Cabido, uma construção do século XVIII. O seu acervo é constituído por peças de arte sacra de inestimável valor, recolhidas ao longo de mil anos de vida cristã dinamizada a partir da Catedral.
O Tesouro-Museu da Sé de Braga, fundado em 1930, é um lugar cheio de história onde se guardam notáveis tesouros. Tem algumas das peças mais relevantes para contar a História do país, mesmo quando ainda não éramos nação.Por entre as peças mais emblemáticas contam-se: o túmulo Paleo-Cristão (séc. V-VI), o Cofre de Marfim (1004-1008), ou Cálice e a Patena de S. Geraldo (séc. XI).Mas, também outras, como a Mitra e as Luvas do Arcebispo D. Gonçalo Pereira (1326-1348), a escultura da Virgem do Leite (1515), e o Órgão Portátil (1685), atraem a atenção dos visitantes. Algumas serão autênticas descobertas, como os sapatos litúrgicos do Arcebispo D. Rodrigo de Moura Teles (1704-1728), ou o asterisco, peça muito original, mas com uma função muito prática: não permitir que a hóstia consagrada esvoaçasse.

Reabriu ao público no dia 30 de Março de 2007, após a conclusão das obras de requalificação e ampliação do edifício e da renovação da sua exposição permanente. Esta renovação foi provavelmente uma das operações mais radicais que o Tesouro-Museu levou a cabo em toda a sua história. 

A exposição é subordinada ao tema “Raízes de Eternidade: Jesus Cristo – Uma Igreja”

No primeiro núcleo podemos ver peças que falam da vida de Jesus Cristo: Anunciação; Natividade; Infância; Paixão e Morte; Mistérios Gloriosos.

No segundo núcleo podem ser contempladas peças que, em cronologia ascendente e pela mão de alguns arcebispos, nos contam os momentos mais significativos da História da Igreja em Braga.

Esta lição de História e Arte completa-se com a visita às salas de ourivesaria e paramentaria. Nelas encontramos um valioso conjunto de objectos ligados ao culto, que falam por sua vez, da vida celebrativa de um povo crente.

 

Director: Cón. José Paulo Leite de Abreu

Visita ao Tesouro-Museu da Sé de Braga em 10 obras de referência:

  • Túmulo romano-cristão, século V-VI, (sala 7)
  • Cofre de Marfim, século XI, (sala 14)
  • Cálice e Patena de S. Geraldo, século X-XI (sala 9)
  • Crossa de Báculo, século XII-XIII (sala 14)
  • Mitra e Luvas Pontificais de D. Gonçalo Pereira, século XIV, (sala 10)
  • Cruz do Brasil, século XVI (sala 10)
  • Cálice de D. Diogo de Sousa, 1509 (sala 10)
  • Nossa Senhora do Leite, ca 1515 (sala 2)
  • Órgão de D. Luís de Sousa, 1685 (sala 10)
  • Sapatos Litúrgicos de D. Rodrigo de Moura Teles, século XVIII, (sala 11)

Endereço

  • Catedral de Braga
    Rua D. Paio Mendes
    4700-424 Braga

Catedral de Braga

Horário Visitas

  • 09h30 – 12h30
    14h30 – 17h30 (18h30 no Verão)

Horário Catedral

  • 08h00-18h30 (Outubro-Março)
    08h00-19h00 (Abril-Setembro)

© Sé de Braga.
Todos os direitos reservados